Rola-Comum

Nome científico: Streptopelia turtur

 Reino Animalia
 Filo Chordata
 Classe Aves
 Ordem Columbiformes
 Família Columbinae
 Género Streptopelia
 Espécie Streptopelia turtur

Distribuição:

Esta espécie de rola pode ser encontrada na Europa, na Ásia e na Europa, onde ocorre entre a Primavera e o Outono.

Migrações:

Até há poucas dezenas de anos, esta espécie era migratória. Voava, quando chegavam os dias mais frios, até ao Sul da Europa, junto do Mediterrâneo e até ao Norte de África, regressando ao ponto de partida na Primavera, quando as condições climatéricas eram mais favoráveis. Porém, nos últimos anos tem-se notado que nem todas as rolas fazem esse caminho, sobretudo as originárias do Sul da Europa, que por aí ficam durante todo o ano.

Características:

As rolas podem atingir um comprimento máximo de 30 cm, embora o tamanho mais comum seja 25 cm. Apresenta uma silhueta esbelta e, em voo, nota-se o batimento de asas irregular e a cauda negra com uma barra terminal branca. Outra característica notável é a existência de listras pretas e brancas no pescoço.
São aves tímidas, mas que se fazem ouvir de forma notável no Verão, com o seu arrulho de chamamento. O arrulhar da rola é bastante conhecido e característico, funcionando como chamamento para outros animais da mesma espécie.
As rolas são normalmente vistas aos pares ou em grupos que podem atingir os cinquenta elementos.
 
 

Habitat:

A rola prefere matas densas alternando com campos abertos – searas e pastos.
A rola tem dificuldade em fazer o seu ninho, limitando-se a alguns pequenos ramos planos cruzados entre si. Por esse motivo, as rolas procuram nidificar nos cedros ou em certos arbustos, onde facilmente dispõem de zonas de ramagem densa para poderem fazer o seu ninho.

Alimentação:

A rola é uma ave granívora. Alimenta-se de sementes de plantas espontâneas e de girassol e tremocilha, de cereais e insectos.

Reprodução:

As rolas são normalmente vistas aos pares ou em grupos muito pequenos. São aves tímidas mas que se fazem ouvir de forma notável na época de acasalamento.
Os primeiros ninhos são feitos em Maio, mas encontram-se ninhos com ovos ou juvenis mesmo em princípios de Agosto. São construídos rudimentarmente com gravetos intrecruzados, em vários tipos de árvores e também em silvados, tojos e arbustos diversos. A postura é de dois ovos, raramente um; a encubação é feita por ambos os sexos e dura 13 a 14 dias.

Espécie cinegética:

Como espécie cinegética, a rola comum é do interesse de grande parte dos caçadores, sendo uma das mais procuradas pelos caçadores portugueses. Encontra-se protegida durante uma significativa parte do ano, sendo as aves, nas épocas em que não existe protecção, monitorizadas, de modo a estudar as populações e verificar se não existem alterações de hábitos. Desta forma, a época de caça decorre para que não se coloque a espécie em perigo.